E os Jovens terão visões 01/08

E os Jovens terão Visões

 

Pr. José Carlos – Videira

Texto: Atos 2 – 14:18

Somos de uma geração em que os jovens terão visões e os velhos sonharão e Deus tem liberado isso através do derramar do Espírito.

Corte serve não somente para os jovens, mas principalmente como uma visão para a igreja inteira, pois é o passo para se constituir lares sem ruínas, os quais fizeram os velhos perderem a esperança, ficarem desacreditados com a instituição família.

Olhando para o casamento na ótica de Deus:
Efésios 5 – 15

            Enquanto se espera pelo casamento deve-se treinar para que o mesmo não seja uma instituição falida como os que o mundo tem nos mostrado, devemos nos preparar praticando a intimidade (aprender a servir e amar quem está próximo de você – mãe, pai, irmãos), buscar a Deus com outros, começar a ter responsabilidades financeiras e de maternidade e paternidade (irmãos mais novos, sobrinhos, primos, etc), querer estar à frente de organizar, cuidar, planejar as coisas da casa e das finanças e para isso precisa-se do apoio não só dos lideres da igreja, mas principalmente dos pais.
           
Isso mostra que o casamento em si vai muito além de festas, fotos e filmagens, é preciso ter uma visão realista do que é estar casado e em Genesis 1 – 26.27 pode-se encontrar algumas chaves para entendê-lo melhor:

  • Jardim do Éden: Deus tem um jardim para cada um viver (lar, esposa, filhos, marido…) mesmo que você ainda não o conheça, ela já o criou.
  • Arvore da Vida: ter um Rei para servir e ser lembrado.
  • Uma obra para fazer: gerar tanto filhos espirituais quanto naturais.
  • Ter uma mulher para amar/ um homem a ser amado.

Quantos já não tiveram os seus jardins violados por começar com um simples beijo?        Quantos já não abriram brechas para um casamento arruinado por causa de adultério, prostituição, idolatria?

É necessário que a igreja entenda que a visão de corte não é proibir o jovem de fazer certas coisas, mas guardar e proteger uma geração inteira de casamentos mal construídos, livres da prostituição, promiscuidade, adultério, para que os novos casamentos sejam como mananciais cujas fontes jamais secam, sejam aqueles que edificarão as antigas ruínas, que lançarão fundamentos para outras gerações e que farão os velhos sonharem novamente e para isso precisamos ser radicais com as coisas do mundo.

About these ads

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s